Praia de Farol: sem verão e sem dinheiro

  

Foto: Reprodução | Carlos Grevi - JTV

O prefeito eleito Wladimir Garotinho, anunciou no último dia 17 de dezembro, o cancelamento de toda programação de Réveillon e de verão do município de Campos. Com isso, comerciantes e donos de hotéis temem uma queda na arrecadação, comparada aos anos anteriores.

Isso será refletido principalmente na praia do Farol de São Thomé, onde shows de artistas conhecidos nacionalmente, além de outros eventos com artistas locais e uma extensa programação esportiva e cultural, eram realizadas para atrair a população para o balneário e, consequentemente, movimentar os comerciantes locais. No último verão, por exemplo, cerca de 80% da rede hoteleira de Farol já estava ocupada, além de casas que antes eram alugadas, hoje permanecem fechadas sem a perspectiva de receberem inquilinos neste ano.

Segundo Solange Ribeiro, presidente da Associação de Comerciantes, Hoteleiros e similares de Farol de São Thomé (Ashcom), o período será bastante complicado para os comerciantes da praia. “Acredito que o verão deste ano, para nós comerciantes, será muito complicado, principalmente pelo fato de não ter nenhuma programação aqui no Farol por conta da pandemia do novo coronavírus. Mas, a gente entende o momento que estamos vivendo e pedimos a todos que decidirem vir pra cá, que se cuidem para que esse vírus vá embora logo”, declarou Solange.

Ainda de acordo com a presidente, uma das formas encontradas pelos comerciantes locais para tentar diminuir os prejuízos, é a implantação do sistema delivery na praia: ”Este ano, a gente trabalhou para conseguir implantar o sistema delivery aqui na praia para conseguirmos atender um número maior de pessoas. Sabemos que existe muita gente que vai vir pra cá mas que permanecerá dentro de casa, se resguardando. Com o sistema delivery, as pessoas poderão ser atendidas pelos comerciantes sem precisarem se expor. Isso traz mais segurança tanto para nós quanto para os veranistas”, afirmou Solange.

Relatos de dificuldade

O comerciante Odirley Carvalho, que é dono de um dos restaurantes mais tradicionais de Farol de São Thomé, afirma que está otimista, mesmo em meio a toda situação. “Estamos vivendo uma pandemia, que afetou principalmente o setor do turismo, que é de onde tiramos o nosso sustento. Mas, mesmo diante de tudo isso, sigo otimista acreditando que, mesmo não existindo programação de verão aqui na praia, os veranistas irão vir pra cá em busca de sossego e, com isso, movimentar o comércio daqui do Farol durante este período, que é realmente o cargo chefe de todo comerciante da praia”, declarou.

Ainda segundo Odirley, que faz parte da Ashcom, haviam centenas de empregos que antes eram gerados neste período do ano. “Nos últimos anos, centenas de empregos temporários eram gerados aqui na praia. Neste ano, sabemos que infelizmente não acontecerá. Isso acaba de um certo modo impactando também na economia, já que muitas pessoas não serão empregadas neste período do ano, influenciando na renda de muitas famílias durante todo o ano de 2021”, afirmou Odirley.

Hoje o nosso maior receio, é o prefeito eleito Wladimir Garotinho, declarar o lockdown total e fazer com que todo o comércio aqui da praia seja fechado. Caso isso não ocorra, estamos nos preparando para recebermos todos seguindo todas as orientações do Ministério da Saúde, com disponibilidade de álcool em gel, espaçamento das mesas, limite de pessoas nos estabelecimentos. Tudo isso já está sendo feito e estamos nos preparando para mantermos essas regras durante o verão”, contou Odirley.












Fonte: Jornal Terceira Via

Share on Google Plus

Sobre Ashcom

Associação de Hotéis, Comércios e Similares. "Farol Vive o Ano Inteiro!"

0 Comments:

Postar um comentário